"It was one of those days when it's a minute away from snowing and there's this electricity in the air, you can almost hear it. And this bag was, like, dancing with me. Like a little kid begging me to play with it. For fifteen minutes."

17
Jul 09

o desafio é da Marta.

a ideia é reviver [enumerar, falar, enfeitar, sei lá, partilhar] 5 momentos da minha vida que tenham passado em câmara lenta.

então.

vamos.

lá.

 

1. a primeira vez que aterrei no meu cantinho escondido no norte da suécia. era março [ou seria já abril?], caía uma neve ventosa, muito abandonada, e eu achei que nunca tinha tido tanto frio na minha vida. para onde quer que eu olhasse, só via floresta. as poucas pessoas que viajavam naquele avião comigo já tinham ido para dentro do aeroporto. e eu fiquei sozinha, no meio da pista, com a neve a dançar no meu cabelo e a sentir-me absolutamente só, derrotada, incapaz. e achei que nunca tinha tido tanto medo na vida. e não imaginava - eu, que era tão pequena ainda, tão criança - que um dia sairia daquele aeroporto de lágrimas nos olhos, com a saudade dobrada às avessas. foi há pouco mais de 4 anos. parece que foi ontem. parece que passou uma eternidade. ou, às tantas, passou mesmo uma Eternidade.

 

2. todas as vezes que aterro sobre o meu Porto d'abrigo. [e ver-te ao longe, cidade, sentir-te tão Intensa no pulsar do meu coração. adivinhar-te as formas, antecipar-te as gentes, saber que mudaste, saber que és a mesma. perceber a tua Luz ainda que seja noite cerrada, sorrir às tuas sombras que são assim uma espécie de existires em mim. sossegar no teu Imenso granito e sentir que estou em casa. que estou em nós. fazes-me falta, sabias? fazes-me tanta falta quando estou longe de ti.]

 

3. uma noite bonita no início de agosto. uma sms a entrar no meu telemóvel: olhei para o céu e estava mais azul. terá chegado, perguntei-me?

 

4. aqueles 15 minutos.

 

5. a primeira vez que vi o meu irmão subir a um palco e cantar um fado de coimbra. diacho, todas as vezes que ouço o meu irmão a cantar fado de coimbra.

 


 

rabiscado por catarina às 23:52
sinto-me: longe.

6 reclamações:
Chiça maninha! Obrigado por essas palavras! Por acaso as coisas dos fados têm andado em metamorfose, andamos a fazer músicas novas, originais... vamos a ver o que sai dali!

Um beijinho e até para a semana nos Colos!
O Tal Ivan a 24 de Julho de 2009 às 21:28

Possas que assim arriscas-te seriamente a ser pedida em casamento...(ok...tirando aquilo da bola.... isso é assim mais do tipo 'duche frio'...) :) Por falar em compromissos: espero que a Alice já tenha terminado os capitulos da tese que se tinha comprometido redigir, que a vida não é só lamber os bigodes e esticar as patas alternada e frequentemente!! :)*
Z a 25 de Julho de 2009 às 23:27

não me digas que depois dessa interpretação fantástica não mandaste um sms a dizer " mano, és o maior" para passar no rodapé ?
Anónimo a 26 de Julho de 2009 às 23:09

e pronto, esqueci-me novamente de assinar, parvo.
Ricardo a 26 de Julho de 2009 às 23:10

quando for o dia d aviso ;) mas já dá para encomentar pela net. editorial tágide. muito w?
ovo zero a 6 de Agosto de 2009 às 19:08

e mais 5! para os teus cinco momentos :)
marta a 25 de Agosto de 2009 às 15:48

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
14
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO